Proposta

    Uma prolongada e urgente ação que articule as Lideranças dos Povos Indígenas, a Igreja na Amazônia, os diferentes organismos eclesiais, artistas e formadores de opinião em nível nacional e internacional e cientistas, potencializando denúncias sobre a severidade da situação enfrentada pelos Povos Indígenas na Amazônia, agravada pela pandemia da COVID-19, e consolidando as propostas e reivindicações dos próprios povos e da terra. A proposta se estrutura a partir dos seguintes pontos-chaves:

  1. Vulnerabilidade dos Povos Indígenas à contaminação pelo novo coronavírus, com destaque para a debilidade no atendimento e estrutura dos equipamentos públicos de saúde nos estados e municípios da região, aquém das condições de outras regiões do país;

  2. Aceleração da destruição do Bioma pelo aumento descontrolado do desmatamento, das queimadas, a invasão de territórios indígenas e das Comunidades Tradicionais pela grilagem, mineração, garimpo, pecuária e plantio de monoculturas, e pelos efeitos das hidrelétricas sobre as populações ribeirinhas;

  3.  Violação sistemática da legislação de proteção ambiental e desmonte dos órgãos públicos, com atuação intencional do governo para desregulamentar e ampliar – de forma ilegal – a atuação das mineradoras, agronegócio, madeireiras e pecuaristas na região.

SE/Sul Quadra 801 Conjunto “B”
CEP 70.200-014 – BRASÍLIA – DF, BRASIL
Fone:(61) 2103-8300 / Fax:(61) 2103-8303

SGAN 905 , Asa Norte

CEP 70.790-050 – BRASÍLIA – DF, BRASIL

Fone: (61) 3447-4117